Respostas a perguntas frequentes sobre implantes cocleares para o seu bebê

implantes cocleares para o seu bebê
agosto 12, 2019

Dez perguntas e respostas sobre implantes cocleares como solução para a perda auditiva de seu(ua) filho(a).

Descobrir que um(a) filho(a) possui perda auditiva pode ser um momento difícil, cheio de dúvidas e questionamentos. Mas, queremos que saiba que podemos acompanhá-lo(a) e ajudá-lo(a) a encontrar a melhor alternativa para você e seu(ua) filho(a).

Queremos dizer-lhe que, sim, existem soluções para a perda auditiva/surdez e que agora é o momento de começar esse processo de conexão com os sons.

Felizmente, o avanço da tecnologia e da ciência no mundo da otorrinolaringologia tem permitido o desenvolvimento de dispositivos tecnológicos, tais como os implantes cocleares que podem permitir ao seu bebê desenvolver todas as suas potencialidades e ter uma vida normal.

Perguntas e respostas sobre perda auditiva e implantes cocleares em crianças

Estas são as perguntas mais frequentemente realizadas pelas mães que, como você, tem um(a) filho(a) com dificuldades de audição e querem saber mais sobre implantes cocleares.

Octavio del Moral, especialista clínico da Cochlear™ responde:

1. Existe solução para a perda auditiva? Qual(is)?

Sim. Existe tratamento para perda auditiva. A solução depende do tipo e do nível de perda auditiva que seu(ua) filho(a) apresenta: leve, moderada, severa ou profunda.

O nível de perda auditiva é medido em decibéis (dBNA) e pessoas que não escutam sons acima de 25 decibéis de intensidade são consideradas portadoras de algum nível de perda auditiva.

De acordo com o grau de perda auditiva, indica-se uma solução auditiva adequada:
● Aparelhos auditivos.
● Implante coclear.
● Implante de condução óssea (osseointegrado).

2. Eu não sabia que, se meu(minha) filho(a) não escutasse, também não poderia falar. Meu(Minha) filho(a) vai desenvolver a linguagem?

Todas as soluções auditivas têm como objetivo principal recuperar a audição e permitir com isso um desenvolvimento da linguagem oral da criança.

A perda auditiva pode afetar a aquisição da linguagem oral, o desenvolvimento emocional, o escolar e o social de uma pessoa. Portanto, a detecção precoce (triagem auditiva neonatal) tem como propósito detectar as crianças afetadas desde o nascimento, o que permite iniciar um tratamento imediato, fundamental para um adequado desenvolvimento auditivo e de linguagem.

Assim, se seu(ua) filho(a) receber estimulação auditiva com intervenção adequada, ele(a) poderá desenvolver a linguagem.

3. Um implante coclear é uma solução para todas as crianças?

Não. Cada tipo de perda auditiva tem uma solução diferente. Apenas as crianças com perda auditiva de severa a profunda, que não respondem adequadamente a outras soluções auditivas, podem ser consideradas para um possível tratamento com implantes cocleares.

4. Disseram-me que meu(minha) filho(a) é candidato(a) para o implante coclear. O que devo fazer?

A recomendação é que você busque um médico especialista ou centro hospitalar no qual exista um comitê de implante coclear para avaliar o caso; a decisão de se é ou não candidato(a) é tomada em conjunto por um grupo de médicos especialistas e profissionais de saúde que avaliam cada caso de maneira independente, determinando a melhor solução possível para cada paciente.

Ainda não sabe o que é um implante coclear? Saiba mais aqui.

5. Uma vez que meu(minha) filho(a) tem um implante coclear, ele(a) será capaz de ouvir?

Sim, embora não seja algo que acontece de maneira imediata após a cirurgia. É um processo que leva tempo. Depois de ser implantada, a criança “nasce auditivamente”, isto é, inicia o seu desenvolvimento auditivo e de linguagem, independentemente da idade cronológica. Com o tempo (meses) e um acompanhamento adequado, a criança poderá desenvolver todo o seu potencial.

Uma parte essencial para desenvolver a linguagem oral é a terapia auditiva verbal, a qual deve ser realizada por um terapeuta certificado e capacitado. Nela trabalha-se o desenvolvimento cognitivo da linguagem, em que os seguintes componentes básicos são promovidos: fonológico, semântico, sintático e pragmático.

Da mesma forma, os pais devem seguir um plano de tarefas e exercícios para complementar esse desenvolvimento.

Todas as etapas acima devem ser feitas para que sejam alcançados o desenvolvimento total e o sucesso do tratamento no(a) paciente implantado(a).

6. O médico identificou que meu(minha) filho(a) tem problemas de audição em apenas um ouvido. O que devo fazer?

Solicite uma consulta com um médico otorrinolaringologista, que o ajudará a encontrar a solução auditiva correta para o seu caso em particular.

A solução pode variar de aparelhos auditivos convencionais, implantes osseointegrados (Baha®) ou implantes cocleares.

O sistema Baha® pode ser utilizado em pessoas sem pavilhão auricular (orelha) ou que têm os condutos auditivos fechados (microtia-atresia), uma vez que transmite o som por condução (vibração) ao ouvido interno.

O sistema Baha® pode ser colocado cirurgicamente a partir dos 5 anos de idade.

Antes dessa idade, uma solução externa pode ser usada sobre a cabeça que consiste em uma tiara (SoundArc) que é conectada ao processador Baha®. Isso permite começar a
estimular um ou ambos ouvidos à medida que se alcance a idade mínima para a cirurgia e preparar a cóclea para uma solução cirúrgica definitiva.

Você também pode se interessar: Como é feita uma cirurgia de implante coclear?

7. Uma vez que meu(minha) filho(a) está implantado(a), em quanto tempo poderá falar?

A detecção precoce de uma perda auditiva permite, por sua vez, fazer uma intervenção imediata, ajudando a reduzir o impacto final.

A aprendizagem durante os primeiros 7 anos é essencial para desenvolver habilidades cognitivas da linguagem.

 

“O que não é aprendido nessa etapa é muito difícil de se alcançar depois. A colocação de um implante após os 7 anos de idade pode alcançar um nível excelente de audição, mas os resultados em questões de linguagem serão quase sempre muito inferiores quando comparados a um implante antes dos 2 anos de idade”, explica o médico especialista Octavio del Moral.

Deve-se ter em mente que, após a colocação do implante coclear, “a criança acaba de nascer do ponto de vista auditivo”. Nesse sentido, faz-se a relação com o desenvolvimento da audição natural de uma criança em etapa de crescimento, ou seja, o desenvolvimento auditivo será de acordo com o que uma criança faria audivelmente nessa idade.

Por exemplo, durante os primeiros 3 meses de idade, ela responde a ruídos altos, começa a buscar com o olhar a fonte do som, inicia o sorriso social, começa a reconhecer vozes cotidianas como a de sua mãe e de pai; no fim desse período se inicia o balbucio, etc.

8. Qual é a idade ideal para adotar uma solução de implante coclear?

A idade ideal para colocar um implante coclear fica entre 1 e 2 anos de idade. Lembre-se de que procuramos sempre os melhores resultados de audição e desenvolvimento de linguagem; quanto mais nos aproximamos dos 7 anos de idade, o resultado no desenvolvimento da linguagem será cada vez mais prejudicado.

No entanto, qualquer pessoa, criança, jovem ou adulto que atende aos requisitos já explicados nas seções anteriores e, portanto, é um bom candidato, pode ser implantado.

“Até o momento [outubro de 2018] no México, o bebê mais novo em quem um implante coclear foi colocado tem 12 meses de idade, enquanto a pessoa mais velha tem 86 anos” exemplifica o médico especialista da CochlearTM.

Obs.: tenha em mente que a idade mínima para a indicação do implante também depende da regulamentação de cada país.

9. Até que idade o Estado subsidia uma solução auditiva para um implante coclear?

No Brasil, os implantes cocleares podem ser colocados gratuitamente pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

O subsídio de um implante coclear depende da legislação e das políticas públicas de saúde de cada país, então, as coberturas e faixas etárias são diferentes.

Por exemplo: no México, você só pode ter acesso a um implante coclear subsidiado pelo governo de 0 a 5 anos de idade. Dos 6 anos em diante, o custo do tratamento deve ser assumido de forma privada.

Por sua vez, na Colômbia, pessoas de todas as idades, segundo o estudo de cada caso particular, podem optar por essa alternativa subsidiada.

Encontre todas as respostas para as perguntas que você tem sobre implantes cocleares.

10. O implante coclear é uma solução para toda a vida?

Sim. Um implante coclear é uma solução definitiva. Na verdade, alguém que é implantado recebe um tratamento para toda a vida, que pode permitir uma melhor audição e, consequentemente, uma melhor qualidade de vida.

Um implante é composto por um dispositivo interno e um dispositivo externo (processador de som). A parte interna é desenvolvida para durar toda a vida do paciente; o processador de som pode ser substituído por novas versões que serão compatíveis com o implante que é instalado dentro da cabeça.

Conheça as dez razões pelas quais um implante coclear pode melhorar a qualidade de vida.

Tenha em mente:
as informações contidas neste guia são apenas para fins educacionais e não se destinam a diagnosticar, prescrever tratamento ou substituir o aconselhamento médico. Consulte o seu médico ou profissional de saúde sobre tratamentos para perda auditiva. Eles serão capazes de aconselhar sobre uma solução adequada para a sua condição de perda auditiva. Todos os produtos devem ser utilizados apenas conforme indicado pelo seu médico ou profissional de saúde. Nem todos os produtos estão disponíveis em todos os países. Por favor, entre em contato com seu representante local da CochlearTM.