Respostas a perguntas frequentes sobre implantes cocleares

preguntas-frecuentes-implantes
julho 25, 2019

Encontre as respostas para tudo o que você quer saber sobre os implantes cocleares e por que eles podem ser uma solução eficaz para a perda auditiva.

Estas são algumas das perguntas mais comuns que recebemos das mães de crianças com perda auditiva, de pessoas que cuidam de adultos com surdez e de pessoas que apresentam perda auditiva ou que conhecem alguém que a tem.

Para acompanhá-lo neste processo em busca de alternativas para tratar a perda auditiva severa ou profunda, respondemos às questões.

  1. Que tipos de implantes cocleares existem?
    Existem diferentes tipos de implantes cocleares que são classificados de acordo com três critérios:
    ● Localização dos eletrodos (intra ou extracocleares).
    ● Número de canais (mono ou multicanais).
    ● Processamento do sinal sonoro (extração ou não dos diferentes componentes do som).
    ● Eles podem também ser classificados de acordo com o tipo de eletrodo (monopolar e bipolar), o método de estimulação (pulsátil e contínuo) ou a forma de transmissão de sinal através da pele (conexões percutâneas ou transcutâneas).
  2. Quem pode ser beneficiado por um implante coclear?
    Os implantes cocleares podem ajudar pessoas que:
    ● Têm perda de audição, de severa a profunda, em ambos os ouvidos.
    ● Têm pouco ou nenhum benefício com o uso de aparelhos auditivos.
    ● Tenham tido uma pontuação de 50% ou menos nos testes de reconhecimento de frases realizados por profissionais de audição no ouvido a ser implantado.
    ● Tenham tido uma pontuação de 60% ou menos nos testes de reconhecimento de frases realizadas por fonoaudiólogos no ouvido não implantado ou em ambos os ouvidos com o aparelho auditivo.
  3. Quem pode ser candidato ao tratamento com implante coclear?
    Tanto crianças quanto adultos podem ser candidatos à instalação de um implante coclear, independentemente de terem nascido com surdez ou de terem tido dificuldades após aprender a falar.
  4. O que preciso para ser um candidato a um implante coclear?
    A primeira condição para considerar um implante coclear como alternativa é o paciente ser portador de uma perda auditiva grave ou profunda devidamente diagnosticada e que não pode ser resolvida satisfatoriamente com outra solução auditiva (como, por exemplo, os aparelhos auditivos).
    A segunda condição é que o paciente atenda a duas características anatômicas essenciais: possuir cóclea e nervos auditivos.

“Por meio da cóclea, o nervo auditivo é estimulado. Se houver uma cóclea e não existirem nervos auditivos, não há como estimulá-la. Se não houver cóclea (por exemplo, por uma cóclea não desenvolvida ou ossificação dela), o implante não pode ser colocado para estimular o nervo auditivo. Em suma, as contraindicações para o tratamento com um implante são: primeira, que não haja nervo auditivo; segunda, que não haja cóclea. O restante das variantes anatômicas, de uma forma ou de outra, pode ser neutralizado para implantar com sucesso”, diz o dr. Octavio del Moral, médico especialista da Cochlear™.

Por outro lado, por conta dos procedimentos cirúrgicos, são apresentadas as seguintes contraindicações (os implantes cocleares Cochlear™ Nucleus® não são adequados para pessoas que possuam qualquer uma das seguintes condições):
– Surdez devido a lesões no nervo acústico ou na via auditiva central.
– Infecções ativas no ouvido médio.
– Cóclea não desenvolvida.
– Perfuração do tímpano com presença de infecções ativas no ouvido médio.
– Ossificação da cóclea que não permite a inserção de eletrodos.

5. Quanto tempo dura uma cirurgia de implante coclear?
Uma cirurgia de implante coclear dura, em média, 2h30. Uma pessoa pode ser operada pela manhã e, dependendo do caso, ter alta no período da tarde.

6. O que acontece após a cirurgia de implante coclear?
Após a cirurgia de implante coclear, deve-se esperar até um mês para remover os pontos e conectar o processador de som, uma vez que é nesse período que se dá o processo de cicatrização.

O processador de som é o dispositivo externo que é colocado sobre a cabeça. Ele recebe o som, transforma-o em pulsos elétricos e transmite-o por meio de uma antena para o implante coclear. Essa etapa é conhecida como “o processo de ativação”. É um momento muito especial para os pacientes, pois é quando eles se conectam ao mundo dos sons. O dia no qual ocorre a conexão do implante ao processador de som é comumente conhecido como “o dia da minha ativação” ou o “dia da minha conexão”.

7. Um implante coclear cura a surdez ou a perda auditiva?
Não. Não se pode dizer que um implante coclear “cura a surdez”, mas é uma alternativa real para tratar a perda auditiva. Enquanto o implante estiver em funcionamento e conectado ao processador de som, o paciente poderá ouvir. Na ausência do processador de som, a pessoa permanecerá com a perda auditiva. Por essa razão, os implantes não são referidos como uma cura, mas como um tratamento.

8. Como o implante coclear pode ser danificado?
Um implante coclear pode ser danificado por uma descarga ou choque elétrico, um impacto forte ou alguma infecção na área da cirurgia.

9. É possível ter uma vida normal com um implante coclear?
Uma pessoa com implante coclear pode desenvolver sua vida plena e realizar todos os tipos de atividades diárias. De fato, um implante coclear, sendo uma solução definitiva, permite conectar-se aos sons de uma forma mais autêntica.

Os implantes cocleares modernos podem ter contato com a água, possibilitando tomar um banho ou nadar sem nenhum inconveniente com o uso de acessórios como o Aqua+.

A mais recente tecnologia em implantes cocleares torna possível conectar-se a dispositivos móveis, ouvir música, estar em ambientes com ruído, falar ao telefone ou participar de uma conferência. São dispositivos inteligentes e confortáveis, com um design discreto para obter melhores resultados estéticos. Eles ajudam a interagir com segurança e a ter uma vida sem limitações. Conheça a mais recente tecnologia em implantes cocleares.

AVISO LEGAL

Tenha em mente: as informações contidas neste guia são apenas para fins educacionais e não se destinam a diagnosticar, prescrever tratamento ou substituir o aconselhamento médico. Consulte o seu médico ou profissional de saúde sobre tratamentos para perda auditiva. Eles serão capazes de aconselhar sobre uma solução adequada para a sua condição de perda auditiva. Todos os produtos devem ser utilizados apenas conforme indicado pelo seu médico ou profissional de saúde. Nem todos os produtos estão disponíveis em todos os países, portanto, alguns dos produtos aqui mostrados podem não estar disponíveis na sua região. Por favor, entre em contato com seu representante local da CochlearTM.