Perguntas frequentes sobre implantes cocleares para crianças

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Implantes cocleares em crianças? Perda auditiva em bebês, crianças e adolescentes? 10 Perguntas e suas respectivas respostas sobre tudo o que você gostaria de saber sobre esta solução para a perda auditiva de seu filho.

implantes-cocleares-para-crianças

Agora que você sabe que seu filho tem perda auditiva, pode ser que esse momento gere muita expectativa, seja difícil e cheio de dúvidas e perguntas. Mas nós queremos que você saiba que podemos acompanhá-lo e ajudá-lo a encontrar a melhor alternativa.

Reforçamos que existem soluções para a surdez e que é o momento de começar esse processo de conexão com os sons.

>O que é a perda auditiva (hipoacusia)?<<

Felizmente o avanço da tecnologia e da ciência no mundo da otologia permitiu desenvolver dispositivos tecnológicos como os implantes cocleares que permitirão que o seu bebê desenvolva todo o seu potencial e tenha uma vida normal.

Perguntas e respostas sobre a perda auditiva e os implantes cocleares em crianças

Estas são as perguntas mais frequentes feitas pelos pais e mães que, como você, têm um filho com perda auditiva e querem saber mais sobre implantes cocleares.

Aqui respondemos 10 perguntas frequentes sobre os implantes cocleares para crianças:

1. Existe solução para a perda auditiva? Qual é?

Sim, existem soluções auditivas para crianças e tratamento para a perda auditiva. A solução depende do tipo (condutiva, neurossensorial ou mista) e do nível da perda auditiva que o seu filho tiver: leve, moderada, severa ou profunda.

O nível de perda auditiva é medido em decibéis (dBHL), sendo classificado assim: acima de 25 dB é considerado como perda auditiva leve; entre 40 e 69 dBHL como moderada; entre 71 e 90 dBHL como severa; e superiores a 90 dBHL são as perdas profundas. 

De acordo com o grau e tipo de perda auditiva se definirá a solução mais adequada:

2. Não sabia que pelo fato do meu filho não escutar também não poderia falar. Meu filho vai desenvolver a linguagem?

Todas as soluções auditivas têm como objetivo principal recuperar a audição e permitir, com isto, um desenvolvimento da linguagem oral da criança.

A perda auditiva pode afetar a linguagem oral, o desenvolvimento emocional, escolar e social de uma pessoa. Por isso o diagnóstico precoce (triagem auditiva neonatal) tem como propósito identificar as crianças acometidas desde o nascimento, o que permite iniciar o tratamento, fundamental para um adequado desenvolvimento auditivo e de linguagem.

Portanto, se o seu filho receber a estimulação e intervenção auditiva adequada, poderá desenvolver a linguagem.

Um exemplo disso é a história de Lucía Cordero. Em 2012, com três anos de idade, recebeu seu primeiro implante coclear. Agora, com nove anos, ela mesma pode contar sua história. Ela mostra como pode ser a vida para uma criança com implante coclear.

3. Um implante coclear é uma solução para todas as crianças?

Não. Cada tipo de perda auditiva tem uma solução diferente. Existem alguns requisitos para receber um implante coclear: somente as crianças com perdas auditivas entre severas e profundas que não reajam adequadamente ao uso dos aparelhos auditivos podem ser levadas em consideração para esta possível solução de implante coclear. No entanto, será um especialista da saúde do ouvido que vai definir se seu filho pode ser um candidato ao implante.

Sou candidato a um implante coclear?<<

4. Meu filho foi indicado para um implante coclear. O que devo fazer?

Novamente, a recomendação é que você procure um profissional da saúde especializado ou um hospital no qual exista um Comitê de Implante Coclear para avaliar o seu caso. A decisão que irá definir a viabilidade ou não do uso de um implante é tomada por um grupo de médicos especialistas e profissionais da saúde que analisam cada caso individualmente, determinando, assim, a melhor solução possível para cada paciente candidato.  

5. Assim que meu filho estiver com o implante coclear, poderá escutar?

Sim, mas não é algo que acontece de maneira imediata logo após a cirurgia. É um processo que leva tempo. Depois de ser implantada, a criança “nasce auditivamente”, ou seja, neste momento inicia seu desenvolvimento auditivo e de linguagem independentemente da idade cronológica. Com o passar do tempo (meses) e um seguimento adequado, poderá desenvolver todo o seu potencial.

Uma parte essencial para desenvolver a linguagem oral é a terapia auditiva verbal que deve ser realizada por um terapeuta certificado e capacitado. Nessa prática, o trabalho é feito no desenvolvimento cognitivo da linguagem onde são estimulados os componentes básicos: fonológico, semântico, sintático e pragmático.

Os pais deverão seguir um plano de tarefas e exercícios para complementar o referido desenvolvimento.

Tudo o anteriormente mencionado são passos antes de atingir um desenvolvimento total e bem-sucedido no paciente implantado.

O implante coclear em crianças é somente parte de um processo que se complementa com o processo de habilitação/reabilitação.

implantes-cocleares-para-crianças

6. O médico identificou que meu filho tem perda auditiva em apenas um ouvido. O que devo fazer?

Converse com o profissional da Saúde especialista em audição e receba a ajuda necessária para encontrar a solução auditiva mais adequada para o seu caso em particular.

A solução pode abranger desde aparelhos auditivos convencionais até implantes osteointegrados (Baha®) ou implantes cocleares.

O sistema Baha pode ser usado em pessoas que não tenham o pavilhão auditivo (orelha) ou que tenham os canais auditivos fechados (microtia-atresia) já que transmite o som por condução (vibração) ao ouvido interno.

O sistema Baha pode ser colocado cirurgicamente desde os 5 anos de idade.

Antes dessa idade, pode-se usar uma solução externa na cabeça, uma tiara (SoundArc) ou uma faixa suave onde se conecta ao processador Baha. Isto permite começar a estimular a um ou ambos os ouvidos enquanto se completa a idade para poder efetuar a cirurgia de implante. 

>O processo educativo em crianças com perda auditiva<<

7. Depois de ter sido implantado, em quanto tempo meu filho vai poder falar?

O diagnóstico precoce de uma perda auditiva permite realizar uma intervenção mais rápida para diminuir o impacto final.

A aprendizagem durante os primeiros sete anos de vida é essencial para desenvolver habilidades cognitivas da linguagem.

O diagnóstico e tratamento precoce é fundamental para atingir melhores resultados na aprendizagem da fala. Diferentes estudos mostraram que os implantes realizados têm efeitos positivos no processo para adquirir a linguagem.

Deve-se levar em consideração que, logo após a cirurgia de implante coclear, a criança acaba de nascer do ponto de vista auditivo. Nesse sentido é que se faz a relação com o desenvolvimento da audição natural de uma criança em etapa de crescimento, ou seja, o desenvolvimento auditivo será de acordo com o que uma criança normo-ouvinte nessa idade faria.

Por exemplo, durante os primeiros três meses de idade, reage a barulhos altos, começa a buscar com o olhar a fonte de origem do som, inicia o sorriso social, começa a reconhecer as vozes cotidianas como a da sua mãe e do seu pai e, passado esse período, começa a balbuciar etc.

implantes-cocleares-para-crianças

8. Qual é a idade ideal para receber uma solução de implante coclear?

A idade ideal para colocar um implante coclear é entre um e dois anos. Lembre-se que sempre procuramos os melhores resultados auditivos e de desenvolvimento da linguagem. Quanto mais próxima de completar sete anos a criança estiver, menos favoráveis serão os resultados no desenvolvimento da linguagem. 

No entanto, qualquer criança, jovem ou adulto, que cumprir com os requisitos anteriormente mencionados e, portanto, sendo um candidato, poderá ser implantado.

Já foram implantadas crianças com 12 meses de idade e idosos com 86 anos, mas devemos levar em consideração que a idade para realizar a cirurgia de implante também depende da aprovação individual de cada país.

9. Até que idade o Estado subsidia uma solução auditiva de implante coclear?

O subsídio de um implante coclear depende da legislação e das políticas públicas de saúde de cada país.

No entanto, uma recomendação que a Organização Mundial da Saúde faz para todos os países membros com a finalidade de mitigar os efeitos da perda auditiva em sua população, é permitir o acesso ao tratamento (dentre os quais estão os implantes cocleares) da perda auditiva às pessoas.

“Os países devem adotar uma abordagem integral centrada nas pessoas para que, sem exceções, possam receber o benefício das soluções que oferecemos”, disse a diretora do Departamento de Doenças não Transmissíveis da OMS, Bente Mikkelsen.

Consulte com o seu prestador de serviço de saúde ou com as autoridades sanitárias do seu país sobre as opções existentes para poder receber os benefícios dos implantes auditivos. 

9. Até que idade o Estado subsidia uma solução auditiva de implante coclear?

Os implantes cocleares têm uma garantia de dez anos e estão desenhados para permanecerem no lugar implantado. No entanto, em alguns casos é necessário trocá-los com o passar do tempo. 

Por sua vez, os processadores de som (a parte externa das soluções auditivas implantáveis) são dispositivos eletrônicos muito resistentes, porém, não livres de avarias por mal uso. Também podem ser atualizados com o passar dos anos de acordo com as indicações dos especialistas.

Finalmente, uma pessoa implantada recebe um tratamento que o acompanhará durante anos e permitirá ter uma melhor audição para melhorar a sua qualidade de vida.

Isenção de responsabilidade

Procure aconselhamento junto do seu profissional de saúde sobre os tratamentos para a perda auditiva. Os resultados podem variar e o seu profissional de saúde irá aconselhá-lo acerca dos fatores que podem afetar o seu resultado. Leia sempre as instruções de uso. Nem todos os produtos estão disponíveis em todos os países. Contacte o seu representante local da Cochlear para obter informações sobre os produtos.

Referências