Perguntas sobre a Síndrome de Down e a perda auditiva

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

As crianças com síndrome de Down (também chamada de trissomia 21), enfrentam um risco muito maior de malformações do sistema auditivo e infecções crônicas do ouvido que podem causar perda auditiva. Saiba mais detalhes e possíveis soluções.

Por que fazer um artigo especial sobre este tema?

Em 2011, a Academia Norte-Americana de Pediatria publicou guias de prática de atendimento médico para crianças com a alteração genética conhecida como síndrome de Down que incluíam o monitoramento da perda auditiva. As pautas recomendam avaliações auditivas a cada seis meses até a idade escolar e depois anualmente durante a infância. 

Podem ser necessárias ou recomendadas avaliações mais frequentes se forem obtidos resultados alterados ou se surgirem preocupações sobre a audição. As pautas se estabeleceram já que as crianças com síndrome de Down têm um maior risco de perda auditiva em comparação com as de desenvolvimento normal.

Por que a população com síndrome de Down apresenta perda auditiva?

A estrutura anatômica do ouvid o das crianças com síndrome de Down tem características que podem torná-las predispostas a ter perda de audição. São mais propensos à perda auditiva condutiva secundária, ao impacto do cerume e as patologias do ouvido médio que incluem, entre outras coisas, secreção no ouvido médio, otite média aguda e perfurações do tímpano2. Por isso é importante realizar nelas um monitoramento para identificar uma possível perda auditiva e obter um diagnóstico a tempo, se for o caso.

O estudo informa casos de otite média com secreção em até 93% das crianças com síndrome de Down. No entanto, pesquisas anteriores indicam que as intervenções cirúrgicas para o tratamento da perda auditiva condutiva podem não ser tão bem-sucedidas nesta população.

Características da perda auditiva em crianças com síndrome de Down

O grau de perda auditiva em crianças com síndrome de Down varia e mesmo os casos leves podem trazer graves consequências para sua percepção da fala, a obtenção da linguagem e a interação social.

Da mesma maneira, em crianças com desenvolvimento normal, a perda auditiva se associa com resultados de linguagem alterados e pode afetar o desenvolvimento a longo prazo. 

A identificação da perda auditiva e o conhecimento de suas implicações nas crianças com síndrome de Down é fundamental já que podem sofrer efeitos prejudiciais adicionais nas capacidades cognitivas, como um pior desempenho na imitação de orações, na compreensão da linguagem, na velocidade do processamento de palavras e na percepção de sinais acústicos breves, comparadas com crianças com idades similares com deficiência intelectual.

Como identificar a perda auditiva em população com síndrome de Down?

Ao nascer, toda criança deveria ser submetida a uma série de testes para comprovar sua saúde auditiva e o funcionamento das diferentes estruturas do ouvido. Esse teste é conhecido como triagem auditiva neonatal. As crianças com trissomia 21 não são uma exceção.  

Há alguns detalhes que podem fazer com que você suspeite se seu filho tem perda auditiva, como a falta de reação aos sons ou a falta do desenvolvimento da linguagem de acordo com sua idade.

 

Talvez seja do seu interesse ler: Sinais para identificar se seu filho ou sua filha tem perda auditiva

Necessidade de uma intervenção rápida

As soluções de condução óssea podem ser implementadas em uma etapa precoce da vida ajudando as crianças com síndrome de Down a ter um melhor acesso à audição. 

O tratamento precoce da perda auditiva é vital para estimular o desenvolvimento cognitivo das crianças com síndrome de Down, especialmente no período pré-escolar. Isto é muito importante porque o desenvolvimento da linguagem é uma base para uma vida saudável e plena que todos os pais desejam para os seus filhos.

Como se pode ajudar as crianças com síndrome de Down que têm perda auditiva?

Os canais auditivos estreitos são uma condição comum com a síndrome de Down e uma preocupação particular são as infecções frequentes do ouvido causadas pela acumulação de líquido no ouvido médio. 

Visto que o Sistema Baha® nunca obstrui o canal auditivo, permite que a secreção do canal auditivo se seque adequadamente o que reduz a incidência de infecções frequentes de ouvido. Não há necessidade de um molde que se possa extrair ou perder, ou poderia causar irritação e dor nas orelhas pequenas, portanto, com o Sistema Baha, seu filho obtém uma solução que funciona bem para crianças com Síndrome de Down.

Isenção de responsabilidade

Procure aconselhamento junto do seu profissional de saúde sobre os tratamentos para a perda auditiva. Os resultados podem variar e o seu profissional de saúde irá aconselhá-lo acerca dos fatores que podem afetar o seu resultado. Leia sempre as instruções de uso. Nem todos os produtos estão disponíveis em todos os países. Contacte o seu representante local da Cochlear para obter informações sobre os produtos.

Fonte

Hearing Loss in Children with Down Syndrome. Nightengale, Emily, AuD. The Hearing Journal: February 2018 – Volume 71 – Issue 2 – p 10,12

D1675058-2