Sinais para detectar a perda auditiva em uma criança

nina_candidata_a_implante
junho 1, 2018

Se você está preocupado se seu filho tem perda auditiva, aqui estão algumas dicas que podem ajudar.

Alguns bebês nascem com problemas auditivos. Outros nascem com audição normal e começam a ter dificuldades de audição à medida que crescem.

Se você tiver alguma dúvida e precisar de ajuda antes de ir ao médico do seu filho para decidir se é necessário avaliar sua audição, nós o ajudamos a conhecer os diferentes sinais de alerta em três estágios de crescimento. Isto lhe auxiliará na consulta caso seu filho registre qualquer nível de perda auditiva:

1. Sinais de aviso: recém-nascido a 3 meses

  • Não se assusta em resposta a um som alto e repentino;
  • Não responde à sons, músicas ou vozes;
  • Não se acalma ao ouvir sons suaves;
  • Não se move ou acorda com o som de vozes ou ruídos quando dorme em um local silencioso;
  • Aos 2 meses, não emite sons vogais como “uuhhh” ou “aahh”;
  • Aos 2 meses, não faz silêncio ao ouvir o som de vozes familiares.

2. Sinais de aviso: de 4 a 8 meses

  • Não vira a cabeça ou os olhos para um som que está fora de seu campo de visão;
  • Não altera as expressões faciais em resposta ao som de uma voz ou ruído alto quando está em um ambiente silencioso;
  • Não parece gostar de agitar um chocalho, tocar sinos ou fazer barulhos;
  • Aos 6 meses, não tenta imitar sons;
  • Parece ouvir alguns sons, mas não outros;
  • Parece prestar atenção aos ruídos vibratórios (aqueles que podem ser sentidos), mas não àqueles que são apenas ouvidos.

3. Sinais de aviso: de 9 a 12 meses

  • Não vira rapidamente ou diretamente a um equipamento ou pessoa que está gerando sons suaves;
  • Não responde ao seu nome;
  • Seu tom não muda quando ele balbucia;
  • Não faz sons consoantes diferentes ao balbuciar (m, p, b, g, etc.);
  • Não responde à música ao escutá-la. Não pula ou canta;
  • Aos 12 meses, não diz palavras como “pa-pa” e “ma-ma”;
  • Não entende palavras para elementos comuns (como “sapato”), expressões (como “tchau”) ou pedidos (como “venha aqui”).

Estes são apenas sinais de aviso que você deve ter em mente com os bebês para identificar a hipoacusia (perda auditiva) o mais rápido possível.

No entanto, a perda auditiva pode ocorrer a qualquer momento. Esteja sempre atento. Lembre-se também que, aos 24 meses, o vocabulário falado do seu filho deve ter de 200 a 300 palavras e ele deve ser capaz de pronunciar frases simples.

Durante o crescimento da criança, fique alerta para a possível incapacidade de responder a sons vindos de outro ambiente, se a criança parece ausente mediante exposição a estímulos sonoros e rejeita ou evita a interação social ou se tem infecções frequentes no ouvido.

A perda auditiva em bebês pode ser difícil de detectar, mas quanto mais cedo você descobrir, maiores serão as chances de o seu filho poder socializar, se comunicar, aprender, aceitar a perda auditiva e conviver com ela.

A perda auditiva pode ser identificada precocemente, às vezes imediatamente após o nascimento. Portanto, é importante a realização da triagem auditiva neonatal e a realização de exames audiológicos subsequentes durante a infância, conforme preconizado por seu pediatra.

AVISO LEGAL

As informações contidas neste site são apenas para fins educacionais e não se destinam a diagnosticar, prescrever tratamento ou substituir o aconselhamento médico. Consulte o seu médico ou profissional de saúde sobre tratamentos para perda auditiva. Ele irá proporcionar uma solução adequada para a sua condição. Todos os produtos devem ser utilizados apenas conforme indicado pelo seu médico ou profissional de saúde. Nem todos os produtos estão disponíveis em todos os países. Por favor, entre em contato com seu representante local da Cochlear.