Como saber se um aparelho auditivo já não funciona

kanso
julho 31, 2019

Se está evidenciando mudanças na experiência auditiva, como as que lhe contaremos a seguir, é possível que um aparelho auditivo já não seja o suficiente e deva mudar sua solução auditiva.

Você lembra quando te prescreveram aparelhos auditivos? Foi há quanto tempo? Os aparelhos auditivos tendem a ser a primeira alternativa para uma perda auditiva leve ou moderada. No entanto, a hipoacusia é um transtorno que tende a ser progressivo.

Este é comumente o testemunho de vários pacientes: “Quando comecei a usar aparelhos auditivos escutava bem, mas agora sinto que tenho que fazer muito esforço para ouvir. Causa-me dificuldade falar com outras pessoas e já não consigo me comunicar por telefone”.

Este é o seu caso? Se for assim, é possível que os aparelhos auditivos que você esteja usando já não sejam suficientes.

Como saber se um aparelho auditivo já não é suficiente?

Estes são sinais de que os aparelhos auditivos (o aparelho auditivo) que usa, já não são úteis:
• Tem dificuldade de seguir uma conversação com várias pessoas ao mesmo tempo.
• Tem que fazer maior esforço para entender o que dizem.
• Tem que recorrer à leitura labial para compreender quando falam.
• O volume do seu aparelho auditivo não deixa você escutar o que quer.
• Em ambientes barulhentos, o som fica distorcido e se torna incômodo.
• É complexo atender uma chamada telefônica.
• Não consegue diferenciar sons, por causa da má qualidade dos sons.

Se esse for o seu caso, é possível que sua hipoacusia (perda auditiva) esteja aumentando.

Para saber, leia também: Sinais comuns para detectar se a sua perda auditiva está aumentando.

Tenha em mente:
• Os aparelhos auditivos são uma solução auditiva que, por suas características, não conseguem cobrir uma perda auditiva mais avançada, ou seja, de severa a profunda.
• Se o aparelho auditivo for analógico (converte as ondas sonoras em sinais elétricos para serem amplificadas), o fabricante programa seu aparelho auditivo seguindo as especificações recomendadas pelo seu audiologista, e você deve ajustá-lo de acordo ao ambiente em que se encontra.
• Se o aparelho auditivo for digital (transforma as ondas sonoras em códigos numéricos —código binário— antes de fazer a amplificação), a programação das intensidades e tons pode ser mais específica, o que dará maior facilidade ao audiologista de graduar o aparelho auditivo de acordo com as suas necessidades e estilos de vida.
• Se usa o aparelho auditivo por pouco tempo, pode ser também que ainda não tenha se acostumado ao seu funcionamento. Como você deve saber, adaptar-se a esta nova forma de ouvir pode tomar tempo. O ajuste é um processo prolongado. Além disso, você deve aprender a usá-los, ajustá-los, limpá-los e diferenciá-los um do outro.

Ao princípio, um aparelho auditivo pode ser incômodo, sentir que está tampando e ouvir a sua própria voz mais alta, sentir interferências e zumbidos.

O que se deve fazer se você achar que precisa de um implante coclear?

• Como usuário de aparelhos auditivos, deverá visitar imediatamente o seu audiologista, quem fará os testes necessários para verificar os níveis da sua perda auditiva.
• Através de uma audiometria, o audiologista poderá calibrar os aparelhos auditivos para que se ajustem as suas novas necessidades ou decidirá se deve trocá-lo por um aparelho auditivo mais potente.
• Quanto maior for o dano nas suas células auditivas, irá requerer uma maior amplificação. Pode chegar ao ponto em que até um aparelho auditivo potente seja insuficiente.
• Se após os ajustes os resultados não forem satisfatórios, o audiologista avaliará se deve dar o passo para uma solução que esteja mais de acordo com a sua perda auditiva, como um implante coclear.
• Pergunte ao especialista quais são as funções e características que mais te convêm.

O especialista é quem finalmente poderá afirmar se seus aparelhos auditivos funcionam ou não.

Esta informação foi útil? Se quiser continuar aprendendo, encontre a seguir um completo panorama sobre a audição e os implantes cocleares.

Tenha em mente
As informações contidas neste guia são apenas para fins educacionais e não se destinam a diagnosticar, prescrever tratamento ou substituir o aconselhamento do médico. Consulte o seu médico ou profissional de saúde sobre tratamentos para perda auditiva. Eles serão capazes de aconselhar sobre uma solução adequada para a sua condição de perda auditiva. Todos os produtos devem ser utilizados apenas conforme indicado pelo seu médico ou profissional de saúde. Nem todos os produtos estão disponíveis em todos os países, portanto, alguns dos produtos aqui mostrados podem não estar disponíveis na sua região. Por favor, entre em contato com seu representante local da Cochlear.