O que é a bimodalidade e de que se trata a comunicação bimodal?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O ajuste ideal dos diferentes dispositivos para tratar a perda auditiva não é imediato. Se você tiver uma solução bimodal, é importante que passe pelo processo de reabilitação.

No processo de recuperação da audição é necessário ir passo a passo. Cada dispositivo para o tratamento da perda auditiva necessita de um processo de configuração e adaptação. Também acontece isso com as soluções bimodais.

Bimodalidade? Sim, ou seja, é a união de duas diferentes soluções para a perda auditiva: enquanto em um dos ouvidos usa-se uma prótese auditiva (ou aparelho auditivo), no outro usa-se um implante coclear.

Um estudo ratifica que a bimodalidade permite discriminar com maior eficácia os sons e a linguagem com os benefícios que entrega aos usuários. E, levando em consideração que o objetivo final das soluções para a perda auditiva é restaurar o funcionamento coordenado dos dois ouvidos para uma melhor decodificação dos sons no cérebro — ou binauralidade — a  bimodalidade é uma valiosa alternativa.

No entanto, a etapa de adaptação e o processo de reabilitação tornam possível que cada usuário receba, tanto do implante quanto do aparelho auditivo, o melhor que pode entregar um sistema bimodal.

Ouvir por ambos os ouvidos cria a sensação de dimensão para distinguir de onde os sons vêm e torna possível discriminar sons baixos e distantes, ouvir entre o barulho ou localizar a direção concreta do som.

Reabilitação com um sistema de comunicação bimodal

Como é a reabilitação por meio de um sistema auditivo bimodal? Pode-se imaginar que a reabilitação somente é necessária para as crianças em etapa pré-lingual, mas isso não representa a realidade. 

O processo de reabilitação é também para crianças ou adolescentes e, até mesmo, para adultos, e visa que a audição funcione corretamente para evitar alterações na percepção auditiva e na fala enquanto facilita a comunicação.

O usuário terá que aprender uma “nova forma de ouvir”, adaptando-se e configurando corretamente cada um dos dispositivos que terá. Nesse processo, o usuário contará com o acompanhamento de especialistas que o ajudarão na configuração e o ensinarão sobre o correto uso do aparelho auditivo e do processador de som do implante coclear.

 

Talvez seja do seu interesse ler: Por que é importante o trabalho em casa durante uma reabilitação de um implante coclear?

 

Porém, além do acompanhamento dos especialistas, a reabilitação tem um importante papel em casa, no qual devem participar todos os membros da família. 

É necessário praticar a escuta para aprender a entender as conversas e os diferentes sons e aprender a diferenciá-los.

Os usuários e seus parentes devem saber, que os objetivos da reabilitação estão feitos sob medida para cada pessoa, de acordo com suas necessidades e são específicos tanto para as crianças quanto para os adultos.

Para os adultos, em especial, é necessário recuperar habilidade na escuta e esse é um processo que demanda tempo e paciência.

Os usuários, em suas casas, podem realizar verificações para fortalecer e melhorar sua capacidade de ouvir com os implantes.

Algumas ideias para treinar o ouvido em casa: audição bimodal

Tente distinguir os sons próximos e rotineiros que tinha deixado de notar, tanto os baixos quanto aqueles mais altos ou rítmicos.

O mais importante é que você aprenda a controlar corretamente seus dispositivos (o aparelho auditivo e o implante) para tirar o melhor proveito deles e da solução bimodal que pode proporcionar os melhores resultados para seu bem-estar.



Isenção de responsabilidade

Procure aconselhamento junto do seu profissional de saúde sobre os tratamentos para a perda auditiva. Os resultados podem variar e o seu profissional de saúde irá aconselhá-lo acerca dos fatores que podem afetar o seu resultado. Leia sempre as instruções de uso. Nem todos os produtos estão disponíveis em todos os países. Contacte o seu representante local da Cochlear para obter informações sobre os produtos.

D1794430-2