Tipos e níveis de perdas auditivas

niveis-perda-auditiva

Tipos e níveis de perdas auditivas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter

Os tipos de perdas auditivas dependem da parte afetada do ouvido e do nível de perda sofrido por uma pessoa. Saiba mais sobre as perdas auditivas condutiva, neurossensorial e mista e como tratá-las.

A perda auditiva é medida em decibéis (dBNA). Esse valor representa o nível mais baixo que você ou seu filho podem ouvir. Pode ser verificada para ambas as orelhas (bilateral) ou para cada orelha (unilateral).

Graus de perda auditiva

O nível de perda auditiva pode ser classificado como leve, moderado, severo ou profundo, de acordo com a dBNA que pode ser ouvida.

tipos de perda auditiva

Quando apresenta perda auditiva profunda, a pessoa, em geral, tem que recorrer à leitura dos lábios e/ou língua de sinais ou a um implante. 

Quais são os níveis de audição?

Para entender melhor os níveis de audição, estes são alguns exemplos de sons em decibéis que ouvimos no dia a dia que podem ser usados como parâmetros. 

Quais são os tipos de perdas auditivas?

Podemos distinguir entre vários tipos de perdas auditivas de acordo com a localização da lesão:

1. Perda auditiva condutiva

A perda auditiva condutiva ocorre quando algo impede que as ondas sonoras passem para o ouvido interno através dos ouvidos externo e médio. Caso não tenha perda auditiva, você poderá simular facilmente essa condição tapando a orelha, essa manobra resulta basicamente no mesmo efeito.

Causas:

Sintomas:

A fala tende a soar inteligível, mas quando o volume é alto o suficiente e não há muito ruído de fundo. Aparelhos auditivos convencionais ajudam, mas às vezes não são suficientes.

Soluções para perda auditiva condutiva:

Aparelhos auditivos:

Implantes de condução óssea:

implantes conducao ossea

2. Perda auditiva neurossensorial

O termo perda auditiva neurossensorial descreve dois problemas diferentes: perda sensorial que afeta a orelha interna e perda neural que afeta o nervo auditivo.

Causas:

Causada por um problema na cóclea e/ou no nervo auditivo, que é a parte interna do ouvido que converte o som em informação elétrica e o envia para o cérebro. As causas da perda auditiva neurossensorial são diversas, mas, em geral, podem ser classificadas em duas categorias: congênita e adquirida.

Perda auditiva congênita: está presente desde o nascimento e pode ser hereditária ou causada por um desenvolvimento anormal nas fases de gestação do feto. 

Perda auditiva adquirida: acontece após o nascimento, pode ser causada por inúmeros fatores. Entre eles: 

Sintomas:

Se você sofre em ambos os ouvidos, tem dificuldade em entender a fala mesmo quando soa alto o suficiente. 

Se você tiver um único ouvido funcional, poderá ter dificuldade de localizar de onde os sons vêm ou ouvir com ruído de fundo.

Soluções para perda auditiva neurossensorial:

O tratamento da perda auditiva neurossensorial varia de acordo com sua gravidade e se você a possui em uma ou ambas as orelhas.

Aparelhos auditivos:

Implantes cocleares e implantes de condução óssea:

Implante coclear
implantes conduccion ossea

Encontre aqui os guias completos sobre:

Implantes cocleares no tratamento da perda auditiva neurossensorial:

Implantes de condução óssea no tratamento da surdez neurossensorial unilateral (SSD):

3. Perda auditiva mista

A perda auditiva mista é uma combinação de perda auditiva condutiva e perda auditiva neurossensorial, o que implica em dano ao ouvido externo ou médio, bem como ao ouvido interno.

Para pessoas com perda auditiva mista, os sons podem se apresentar mais baixos em volume e mais difíceis de entender.

Causas:

Causada por uma combinação de uma lesão condutiva na orelha externa ou média e uma lesão neurossensorial na orelha interna (cóclea) ou no nervo auditivo.

Sintomas:

Se a perda auditiva for principalmente condutiva, a fala tende a soar inteligível, mas somente quando o volume é alto o suficiente e não há muito ruído de fundo.

Se a perda auditiva for principalmente neurossensorial, pode ser difícil entender a fala, mesmo quando parece ter volume suficiente.

Soluções para perda auditiva mista:

Dependendo dos graus e tipos da perda auditiva mista, ela pode ser tratada com medicação, cirurgia, aparelhos auditivos ou implantação de um sistema auditivo de condução óssea.

Aparelhos auditivos:

Os dispositivos auditivos de condução devem compensar tanto os elementos condutores quanto os sensoriais.

Implante de condução óssea:

Implante de condução óssea

Se quiser saber como é possível tratar a perda auditiva, você pode ler: Vantagens e benefícios dos implantes de condução óssea.

Tenha em conta
A informação neste guia é somente para fins educativos e não tem a intenção de diagnosticar, prescrever tratamento ou substituir o conselho do médico. Consulte o seu médico ou profissional da saúde sobre os tratamentos para a perda da audição. Eles poderão assessorar sobre uma solução adequada para a sua condição de perda auditiva. Todos os produtos devem ser usados somente segundo as indicações do seu médico ou profissional da saúde. Nem todos os produtos estão disponíveis em todos os países. Por favor, entre em contato com seu representante local da Cochlear™.