O que devo fazer se suspeitar de uma perda auditiva?

perdida de audicion
outubro 30, 2018

Aqui estão algumas recomendações que você pode seguir se perceber que seu filho possui problemas de audição.

Para saber o que fazer ou como proceder, primeiro é necessário identificar os problemas relacionados à perda auditiva. Em outras palavras, reconheça quais são os sintomas mais comuns que as pessoas com perda auditiva têm.

Como os problemas auditivos podem ser identificados?

Antes de se submeter a um dos vários testes auditivos é aconselhável prestar atenção especial aos seguintes sinais que as pessoas com perda auditiva apresentam:

  • Problemas para manter uma conversa normal com alguém.
  • Incapacidade de entender o que uma pessoa diz em conversas cruzadas ou em ambientes com muito barulho.
  • Problemas ao ouvir a televisão e, em geral, a tendência de aumentar o volume em excesso.
  • Não ouvir certos sons leves, por exemplo, o canto dos pássaros, vozes baixas ou o som do telefone.
  • Pedir constantemente que outra pessoa repita o que disse.
  • Tendência de ler os lábios das pessoas para entender o que elas dizem.
  • Tendência de se concentrar para poder ouvir alguém.

No caso de bebês e crianças, os seguintes sinais podem ser sintomas de perda auditiva:

  • Se o seu bebê não se assustar com sons e ruídos altos.
  • Seu bebê vira a cabeça quando ouve sons? Se ele já tem mais de 6 meses e não reage a sons, é um sinal a ser levado em consideração.
  • Se o bebê não disser palavras simples como “pai” ou “mãe” depois de ter passado o primeiro ano de vida.
  • Se o bebê virar a cabeça quando vir você, mas não quando você o chama. Esse sinal pode ser confundido com falta de atenção, assim, deve ser feito um exame para verificar a audição.
  • Eles geralmente ouvem certos sons, mas não outros.
  • Em crianças, por exemplo, um dos grandes sinais é que demoram muito para falar.
  • Elas geralmente não falam de forma clara e compreensível.
  • Incapacidade de seguir instruções.
  • Volume excessivamente alto em dispositivos ou jogos eletrônicos.

Além desses aspectos, devemos levar em conta o modo como as crianças interagem: como elas brincam, como agem e como desenvolvem seu aprendizado. Um atraso ou dificuldade nesses elementos pode ser um sinal de problemas auditivos.

Você vai gostar de ver este depoimento: graças ao implante CochlearTM, “Estou feliz, posso me comunicar com você!”

Quais são os testes que confirmam problemas de audição?

Se você suspeitar que uma pessoa sofre de perda auditiva é mais aconselhável fazer testes de triagem e diagnóstico. São procedimentos simples nos quais, em geral, os bebês tendem a adormecer.

Para diagnosticar a perda auditiva são necessários dois passos, a saber: um teste auditivo e, se for constatada alguma alteração, deve ser realizada uma avaliação completa da audição:

1. Teste auditivo

O teste auditivo é simples, indolor e feito em pouco tempo. Nos bebês, pode ser realizado após o nascimento, ainda na maternidade ou, no mais tardar, após um mês de vida.

Caso o bebê não passe no teste auditivo, deve ser feita uma avaliação completa da audição, realizada antes dos 3 meses de idade.

2. Avaliação completa da audição

O profissional responsável por realizá-la é um fonoaudiólogo. O especialista perguntará sobre antecedentes, infecções de ouvido que a criança pode ter e casos de perda auditiva na família.

Existem vários testes realizados pelo fonoaudiólogo. Alguns deles são:

  • Potenciais evocados auditivos de tronco encefálico (PEATE): avalia as diferentes respostas do cérebro ao som. Pode ser feito com o paciente dormindo por não requerer qualquer resposta voluntária.
  • Emissões otoacústicas (EOAET): avalia como o ouvido interno responde ao som. Como no primeiro, este teste também pode ser feito com o paciente dormindo.
  • Audiometria comportamental: avalia como uma pessoa se comporta e responde ao som em geral. Sua finalidade é analisar o funcionamento de todas as partes do ouvido. Para este teste, as crianças devem estar acordadas, pois é necessário observar suas reações aos sons.

Estas são algumas recomendações que você pode seguir se suspeitar que adultos, crianças ou bebês sofrem de perda auditiva. Caso alguém apresente as características de perda auditiva, deve-se proceder aos testes para confirmar a suspeita.

Depois de identificar o tipo e o grau de surdez do seu filho, recomendamos que você proceda ao tratamento.

Estas são algumas opções para o tratamento da perda auditiva.

Os especialistas explicarão sobre os diversos dispositivos existentes, tais como os aparelhos auditivos e os implantes cocleares, e poderão ainda fornecer informações, além de indicar grupos de apoio.


CTA_cochlear

Tenha em mente

As informações contidas neste guia são apenas para fins educacionais e não se destinam a diagnosticar, prescrever tratamento ou substituir o aconselhamento médico. Consulte o seu médico ou profissional de saúde sobre tratamentos para perda auditiva. Eles serão capazes de aconselhar sobre uma solução adequada para a sua condição de perda auditiva. Todos os produtos devem ser utilizados apenas conforme indicado pelo seu médico ou profissional de saúde. Nem todos os produtos estão disponíveis em todos os países, portanto, alguns dos produtos aqui mostrados podem não estar disponíveis na sua região. Por favor, entre em contato com seu representante local da CochlearTM.