Por que uma cirurgia de implante coclear não deveria ser eletiva?

Cirurgia não deveria ser eletiva
outubro 15, 2020

Ter um implante coclear não pode ser uma decisão apressada e nem uma eleição. Ser candidato a receber um destes dispositivos auditivos é o resultado de condições e indicações médicas precisas.

Quem precisa de um implante coclear? Receber este dispositivo médico, criado para o tratamento da perda auditiva, não é um assunto que defina uma só pessoa. O implante coclear é um tratamento aprovado para a perda auditiva, mas cada caso deve ser estudado de maneira individual.

A decisão sobre implantar uma pessoa com perda auditiva deve ser tomada por um especialista (ou equipe de especialistas) depois de analisar o caso, as condições da pessoa a ser implantada ou os tratamentos anteriores que tenham sido realizados. Ou seja, é um processo que inclui várias etapas antes de se tomar a decisão final.

Se você (ou um familiar seu, em especial se for uma criança) for confirmado como candidato para um implante coclear, é importante que seja dada prioridade à cirurgia que lhe permitirá recuperar a audição.

Se já tiver programada ou agendada a cirurgia para o implante, o ideal é não adiar, principalmente para as crianças, pois assim se perderia um tempo precioso para sua estimulação neuronal e o desenvolvimento das habilidades da fala e linguagem.

Com os protocolos para cuidar dos pacientes e do corpo médico que participará na intervenção, é possível realizar a cirurgia reduzindo os riscos de contágio de covid-19, e assim se protege a saúde auditiva de quem necessita ser implantado.

Como identificar que alguém necessita de uma cirurgia de implante coclear?

Os implantes cocleares não são a única opção de tratamento, mas têm demonstrado maior eficácia para os casos de perda auditiva neurossensorial entre moderada e profunda, unilateral (em um só ouvido) ou bilateral (em ambos os ouvidos).

No caso dos recém-nascidos, a perda auditiva é identificada através do teste da orelhinha, que está incluído na maioria dos planos de saúde dos países. Nos adultos, há alguns sinais que podem indicar perda auditiva, como ter problemas para conversar ou escutar o rádio/televisão com um volume muito alto. 

Dependendo do tipo de perda auditiva que se apresente, o implante coclear poderá ser indicado ou não. Essa é também uma opção para as pessoas que deixaram de ser beneficiadas pelo uso dos aparelhos auditivos. 

É necessário ter algumas condições de saúde que permitam fazer a cirurgia, pois há contraindicações médicas, doenças graves ou patologias crônicas que não permitem realizar o implante. Isso, no entanto, será definido pela equipe de especialistas que estará atendendo o paciente.

Com qual idade posso fazer uma cirurgia de implante coclear?

Não há uma idade limite para realizar uma cirurgia de implante coclear. Os recém-nascidos, adolescentes, adultos e idosos podem ser implantados como solução para a sua perda auditiva. Bebês de oito meses já foram implantados, assim como pessoas com mais de 80 anos. No entanto, há países onde a regulamentação só permite operar a partir dos 12 meses de idade.

De qualquer maneira, a decisão final sobre a necessidade ou urgência de realizar a cirurgia sempre dependerá do especialista em audição e da equipe que o estiver acompanhando.

Posso recuperar a audição com uma cirurgia de implante coclear?

Recuperar, não; voltar a ouvir, sim. Os implantes cocleares têm se demonstrado efetivos para o tratamento da perda auditiva. No entanto, é necessário o comprometimento dos seus usuários para que se possa obter o melhor resultado.

É necessário fazer uso e contar com o correto funcionamento do processador de som (componente externo) e do próprio implante (componente interno). Se o usuário não usar o processador ou estiver com alguma falha, não poderá ouvir corretamente. 

Além disso, é necessário cumprir com o processo de reabilitação para aprender a escutar com a ajuda do implante coclear e do processador de sons que são as duas partes que compõem este dispositivo e vai permitir que as pessoas possam escutar novamente. 

Nas crianças, mais do que recuperar a audição, significa dar a possibilidade de desenvolvimento da fala e da linguagem nas mesmas condições de qualquer outra que não apresente perda auditiva.

Quão invasiva é uma cirurgia de implante coclear?

É necessário fazer uma incisão atrás da orelha e, com a ajuda de um microscópio, chegar até o osso temporal conhecido como mastoide, onde será implantado o dispositivo. Além disso, é necessário introduzir na cóclea o feixe de eletrodos do implante.

Talvez seja do seu interesse ler: Como é uma cirurgia de implante coclear? 

A intervenção necessita de anestesia geral e dura entre duas ou três horas em média. Um mês depois da cirurgia, o implante será ativado para que o usuário possa voltar a escutar.

Tenha em conta
A informação neste guia é somente para fins educativos e não tem a intenção de diagnosticar, prescrever tratamento ou substituir o conselho do médico. Consulte o seu médico ou profissional da saúde sobre os tratamentos para a perda da audição. Eles poderão assessorar sobre uma solução adequada para a sua condição de perda auditiva. Todos os produtos devem ser usados somente segundo as indicações do seu médico ou profissional da saúde. Nem todos os produtos estão disponíveis em todos os países. Por favor, entre em contato com seu representante local da Cochlear™.

D1778232