A bimodalidade na infância como alternativa para oferecer soluções auditivas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

O uso de duas diferentes soluções auditivas para tratar a perda auditiva bilateral (bimodalidade) também é possível de aplicar em crianças e pode trazer benefícios para seu desenvolvimento. É um especialista que deve decidir se alguém é candidato para uma solução bimodal.

As perdas auditivas bilaterais assimétricas (que acometem ambos os ouvidos, mas com diferente grau de severidade) podem ser tratadas com a combinação de duas soluções diferentes: um aparelho auditivo em um lado e um implante — coclear ou acústico — no outro. Isso é o que se conhece como bimodalidade.

 

>>Bimodalidade como solução para a perda auditiva. Do que estamos falando?<<

 

Mas, essa é uma solução benéfica para crianças e adolescentes? Um estudo publicado pela Biblioteca Nacional de Medicina do Instituto de Saúde dos Estados Unidos titulado Should children who use cochlear implants wear hearing aids in the opposite ear?¹ identificou que esta soma de soluções reporta melhoras tanto na percepção da fala quanto no funcionamento comunicativo na vida real das crianças, bem como na sua capacidade de localização dos sons e sua localização espacial em ambientes abertos.

A razão pode estar em outro conceito que está associado à audição: a binauralidade. Em termos simples, trata-se da capacidade de escutar por ambos os ouvidos. Mas, indo um pouco mais além, é a binauralidade a que torna possível combinar e processar os sinais acústicos e os estímulos que cada ouvido recebe, permitindo que se compreenda melhor o que se escuta, se identifique com maior precisão a origem de um som e consiga uma melhor localização espacial.

A perda auditiva tem solução?

A perda auditiva tem tratamento, mas não uma solução definitiva. Um usuário de aparelho auditivo, implante coclear ou implante acústico poderá escutar enquanto fizer uso destes dispositivos, no entanto, não contará com esse sentido quando retirá-los.

O importante é que as alternativas mencionadas têm se demonstrado efetivas, permitindo às pessoas escutar e poder continuar com suas atividades. Em crianças com perdas pré-linguais, o tratamento possibilita o desenvolvimento da fala e da linguagem, além da inclusão nas atividades que são comuns em outras crianças com audição normal (a educação, as brincadeiras e a socialização, entre outras), benefício que as crianças que recebem tratamento em etapas pós-linguais também aproveitam.

No entanto, será um profissional da saúde auditiva que vai definir, com prévia realização de uma série de exames, qual é a solução ideal para cada pessoa e se alguém é ou não candidato para receber um implante auditivo, de acordo com as condições individuais. O mais importante é que, diante da suspeita de perda auditiva, um médico especialista seja consultado para avaliar as possibilidades de tratamento.

Por que uma solução bimodal na infância é benéfica?

A Associação Espanhola de Logopedia, Foniatria e Audiologia publicou em seu boletim o resultado da pesquisa Audição binaural, estimulação bimodal e implante coclear bilateral em crianças, no qual sustenta que a “restauração da audição binaural e a habilitação completa das vias auditivas em períodos críticos do desenvolvimento devem ser consideradas padrão de tratamento em crianças com perdas auditivas bilaterias”², com os benefícios que a binauralidade traz e que já foram mencionados, entre eles, que o cérebro receba a experiência auditiva estereofônica. 

Além disso, contar com soluções independentes em cada ouvido evitará que, caso haja uma falha em alguma das duas, se perca completamente a capacidade de escutar. 

Outra vantagem é que a amplificação do som proporcionada pelo aparelho auditivo, junto com a discriminação e interpretação dos sons que o implante auditivo torna possível, facilita e melhora a percepção, oferecendo à criança com perda auditiva uma melhor experiência ao escutar do que se usasse a solução unilateral.

Dispositivos para soluções bimodais da perda auditiva

Os processadores de som da Cochlear™ podem ser utilizados em conjunto com aparelhos auditivos para entregar aos seus usuários todas as vantagens da bimodalidade como tratamento para a perda auditiva.

Consulte com seu profissional da saúde se há possibilidade de você ser beneficiado com a associação entre Cochlear e ReSound, uma indústria pioneira de aparelhos auditivos.

Tenha em conta

A informação neste guia é somente para fins educativos e não tem a intenção de diagnosticar, prescrever tratamento ou substituir o conselho do médico. Consulte o seu médico ou profissional da saúde sobre os tratamentos para a perda da audição. Eles poderão assessorar sobre uma solução adequada para a sua condição de perda auditiva. Todos os produtos devem ser usados somente segundo as indicações do seu médico ou profissional da saúde. Nem todos os produtos estão disponíveis em todos os países. Por favor, entre em contato com seu representante local da Cochlear™.

D1872195