Estas são algumas das ações mais comuns que podem afetar a sua saúde auditiva

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Quais ações podem lesionar o ouvido? Quais das atividades que realizamos todos os dias podem pôr em risco a saúde auditiva? No dia a dia há situações que atentam contra o bem-estar do sistema auditivo. Descubra-as aqui.

Perda auditiva ocasionada pelo barulho. Esse é o nome de um dos capítulos sobre saúde auditiva que pode ser encontrado no Instituto Nacional da Surdez e Outros Transtornos da Comunicação, dos Estados Unidos.

E não se trata de alguns poucos casos. O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) realizou um estudo no qual identificou que cerca de 6% dos adultos com menos de 70 anos, nos Estados Unidos, apresentavam perdas na sua capacidade de escutar por um ou por ambos os ouvidos como consequência à exposição a barulhos altos¹.

O número sobe para 17% quando se avaliam pessoas entre 12 e 19 anos, segundo outra pesquisa publicada na revista Pediatrics²

O barulho é uma condição da vida moderna. Os centros urbanos são barulhentos: carros, máquinas, aviões, trens, construções, shows… Em geral, a atividade humana gera níveis de poluição sonora. Mas o verdadeiro risco está na exposição permanente e às vezes voluntariamente a esses barulhos. 

Então, quais sons podem causar problemas à saúde? Mais que uma série de sons, é a intensidade que lesiona e prejudica a capacidade de escutar.

Hábitos nocivos à saúde dos seus ouvidos

Há doenças que afetam a saúde auditiva e medicamentos que podem alterar a capacidade de escutar bem. É possível que a pessoa esteja exposta a barulhos tão altos, como o produzido por uma explosão, que fazem com que se perca a capacidade de ouvir.

No entanto, há outros casos em que as ações rotineiras são as que vão agravando o bom funcionamento das diferentes partes do sistema auditivo. Quais?

Um artigo da Organização Mundial da Saúde (OMS) publicado em 2015, já deixava claro o risco que muitas pessoas enfrentam voluntariamente. 

“Estudos realizados em países com fonte de renda média e alta analisados pela OMS, indicam que quase 50% dos adolescentes e jovens de 12 a 35 anos estão expostos a níveis prejudiciais de barulho pelo uso de aparelhos de áudio pessoais e que 40% estão expostos a níveis de barulho potencialmente nocivos em lugares de lazer”, apontava o relatório³ que, além disso, alertava que mais de 1 milhão de pessoas estão em risco de perder sua audição por maus hábitos.

A exposição a níveis de barulho superiores a 85 decibéis (dB) durante oito horas ou 100 dB durante 15 minutos, são prejudiciais para a saúde auditiva.

Há outras ações ou circunstâncias que não parecem ser sérias, mas que afetam e lesionam as partes do ouvido que auxiliam na audição:

ambém há estudos que relacionam a obesidade com perdas auditivas, pois os problemas de sobrepeso estão entre as causas da diabetes tipo 2, uma condição que por sua vez pode estar associada à perda da qualidade auditiva⁴.

Como neutralizar as ações que lesionam sua audição?

Como as lesões no ouvido podem ser prevenidas? Se, por questões de trabalho, você se expõe a barulhos superiores aos 85 dB como o causado por máquinas, grandes motores ou amplificação de música, certifique-se de usar a proteção necessária para cuidar da sua saúde auditiva. Certifique-se de usar tampões para os ouvidos que efetivamente o protejam. 

É importante verificar o volume da música que se escuta com fones, bem como a quantidade de tempo e a frequência com a que se permanece exposto a esses barulhos. Não é boa ideia abusar do seu uso.

Evite situações onde o barulho seja prejudicial. Lembre-se que há níveis de barulho que em poucos minutos poderiam afetar a sua saúde auditiva e outros que podem ir agravando-a aos poucos. Os lugares de lazer (shows, bares, pubs, discotecas) visitados regularmente, podem terminar alterando a capacidade de escuta. É uma boa ideia fazer uso de tampões para reduzir o impacto nestes lugares.

Se tiver que trabalhar com fones durante toda a sua jornada laboral, assegure-se de deixar o volume adequado para o bem-estar da sua escuta.

Tenha em conta
A informação neste guia é somente para fins educativos e não tem a intenção de diagnosticar, prescrever tratamento ou substituir o conselho do médico. Consulte o seu médico ou profissional da saúde sobre os tratamentos para a perda da audição. Eles poderão assessorar sobre uma solução adequada para a sua condição de perda auditiva. Todos os produtos devem ser usados somente segundo as indicações do seu médico ou profissional da saúde. Nem todos os produtos estão disponíveis em todos os países. Por favor, entre em contato com seu representante local da Cochlear™.

Referencias
¹ Em: https://www.nidcd.nih.gov/es/espanol/perdida-de-audicion-inducida-por-el-ruido
² Em: https://pediatrics.aappublications.org/content/127/1/e39.long
³ Em: 1.100 millones de personas corren el riesgo de sufrir pérdida de audición
⁴ Em: https://scielo.conicyt.cl/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0718-48162013000200008

D1825456