O que é o tinido? Por que é importante levá-lo em consideração?

o que é tinido

O que é o tinido? Por que é importante levá-lo em consideração?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter

Calcula-se que seja manifestado por aproximadamente 15% a 20% das pessoas¹. Quais são suas causas, tratamentos e o que se deve fazer se for permanente?

O que é o tinido? É a percepção ou captação de certos barulhos ou zumbidos nos ouvidos. Não chega a ser uma doença, é um sintoma de uma patologia da qual não se tem diagnóstico. Pode ser causado pelo transtorno do aparelho circulatório, perda auditiva relacionada à idade ou lesões entre leves e graves no ouvido, entre outras causas. Para algumas causas nós aprofundaremos a seguir.

Os dois tipos de tinido que existe são:

Tinido: causas

Os transtornos mais comuns que causam tinido são os seguintes:

Tinido: tratamento

Falar de tratamentos para o tinido é complexo, pois trata-se de um sintoma difícil de tratar. No entanto, o mais recomendável é verificar com os profissionais da saúde para definir qual é a melhor maneira, dependendo de cada caso, e buscar uma possível solução para esta situação. 

O tinido já foi tratado com estimulação elétrica na cóclea, pois com isto pode anular-se os barulhos ou zumbidos em alguns pacientes, mas o efeito será momentâneo. E sempre será aplicada por recomendação e sob supervisão médica. 

A estimulação bilateral produz redução do tinido monaural e um em cada dois usuários relatam uma diminuição notável do zumbido. É possível suprimir o tinido sem perceber a estimulação.

O efeito residual se produz quando a estimulação desativa por completo o tinido. Podem ser por minutos ou até mesmo horas, mas volta a aparecer. Este tratamento é muito efetivo em seu momento, mas não é recomendável a longo prazo.

Se você tiver tinido e perda auditiva, um possível tratamento é o que inclui os implantes cocleares. Eles se encarregam de realizar as principais funções que as células lesionadas do ouvido interno realizavam. 

Os implantes cocleares podem melhorar a capacidade de ouvir de uma pessoa e sua habilidade para entender as conversas. O trabalho conjunto entre um processador de som (parte externa) e o próprio implante (com seus eletrodos que são inseridos na cóclea por um cirurgião através de uma intervenção médica) são os encarregados de melhorar a parte lesionada do ouvido, transmitindo os sons ao nervo auditivo.

O que fazer se o tinido não tem cura?

O tinido pode ser uma condição crônica, ou seja, sem uma solução definitiva, mas existe tratamento. No entanto, pode ser um sinal de perda auditiva, mesmo que a pessoa não a identifique. 

Se você tiver perda auditiva severa ou profunda, ou conhece alguém que tenha, o implante coclear é uma opção para seguir com sua vida cotidiana.

Este método se encarrega de melhorar as capacidades de escuta dos usuários, o que acarreta em uma melhora do estado de saúde da pessoa. O usuário tem a oportunidade de se sentir melhor, aumentar sua confiança e melhorar suas relações sociais. 

Consulte com um especialista em saúde auditiva para saber se você pode ser um candidato ao implante, de acordo com as condições da sua perda auditiva.

Isenção de responsabilidade

A informação neste guia é somente para fins educativos e não tem a intenção de diagnosticar, prescrever tratamento ou substituir o conselho do médico. Consulte o seu médico ou profissional da saúde sobre os tratamentos para a perda da audição. Eles poderão assessorar sobre uma solução adequada para a sua condição de perda auditiva. Todos os produtos devem ser usados somente segundo as indicações do seu médico ou profissional da saúde. Nem todos os produtos estão disponíveis em todos os países. Por favor, entre em contato com seu representante local da Cochlear™.

D1872223