Mitos da surdez: realidades, etapas e soluções

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Por que os surdos não podem falar? Como vive uma pessoa surda? Os mitos ao redor da perda auditiva são vários, desde suas causas até como abordar o tema e seus possíveis tratamentos. Aqui estão várias respostas.

Nem todas as perdas auditivas são iguais; elas variam em sua origem (causas) e seu grau (que pode ser de leve a profunda). Distintas são também as maneiras de abordar a perda auditiva pois existem casos nos quais é possível escutar caso a pessoa receba o tratamento indicado pelos especialistas de audição, ou seja, aparelhos auditivos, implantes cocleares ou de condução óssea. 

Não há, portanto, um só tipo de perda auditiva e, cada surdo, vive seu próprio mundo em particular. Ainda assim, existem muitas dúvidas sobre a perda auditiva. Nós esclareceremos algumas delas aqui e outras no vídeo que acompanha este artigo.

Os surdos não podem falar

Falso. Mesmo sabendo que a fala depende da audição, temos que levar em consideração que nem todas as perdas auditivas são produzidas em momentos anteriores ao desenvolvimento da fala. Ou seja, existem pessoas que deixam de escutar depois de ter aprendido a falar. 

E, com a solução auditiva indicada (implante ou aparelho auditivo), é possível que as pessoas que nascem sem audição ou a perdem antes de aprender a falar, possam desenvolvê-la.

Os implantes somente servem para pessoas que escutavam antes da perda auditiva

Falso. As soluções auditivas implantáveis podem ajudar também os bebês que nascem com perda auditiva. No entanto, será um especialista ou uma equipe de especialistas em audição que definirá se é possível realizar o implante.

As crianças surdas aprendem devagar

Uma criança surda sem tratamento de nenhum tipo terá sua capacidade de aprendizagem afetada, mas não pelo fato de ser surda. Ou seja, não é a perda auditiva que irá impactar negativamente no seu processo educativo, mas as dificuldades que enfrentará. É o isolamento e não a incapacidade para ouvir que afetará sua aprendizagem. 

Esse isolamento ocasionado por uma perda auditiva sem tratamento é real, pode acarretar um rendimento acadêmico abaixo do normal que, por sua vez, pode impactar no desempenho profissional no futuro e dificultar, consequentemente, na obtenção de um emprego¹. No entanto, existem estudos que demonstram que as soluções implantáveis permitem que as crianças surdas tenham uma formação acadêmica como a de qualquer outra criança normo-ouvinte². 

>>A perda auditiva não tem que ser um obstáculo para ir bem nos estudos<<

Todos os tipos de surdez podem ser solucionados com um implante

Cada caso é particular. São os especialistas médicos que, depois de uma série de exames diagnósticos, irão definir se uma perda auditiva pode ou não ser tratada com uma solução implantável. 

Por isso, caso exista a suspeita de uma perda auditiva, um médico deve ser consultado (um audiologista ou um otorrinolaringologista) para identificar o tipo de perda e as possíveis soluções.

Isenção de responsabilidade

Procure aconselhamento junto do seu profissional de saúde sobre os tratamentos para a perda auditiva. Os resultados podem variar e o seu profissional de saúde irá aconselhá-lo acerca dos fatores que podem afetar o seu resultado. Leia sempre as instruções de uso. Nem todos os produtos estão disponíveis em todos os países. Contacte o seu representante local da Cochlear para obter informações sobre os produtos.

Referências

  1. Em: Pérdida de audición en la niñez. ¡Qué hacer para actuar de inmediato! https://www.who.int/topics/deafness/WHD_brochure_ES.pdf
  2. Em: El aprendizaje en los niños con discapacidad auditiva. https://www.universidadviu.com/el-aprendizaje-en-los-ninos-con-discapacidad-auditiva/ 

D1875050