Atresia aural em adultos: o que fazer com a sua audição?

Atresia aural em adultos
outubro 1, 2020

A microtia, uma malformação congênita otológica, pode estar acompanhada de outra condição conhecida como atresia aural. Tendem a ser tratadas na infância, mas é possível procurar soluções na idade adulta.

A microtia e a atresia aural congênita são condições mais frequentes do que se pode imaginar. Globalmente afetam, em média, um de cada 10.000 recém-nascidos vivos, mas há países com taxas mais altas, como a Colômbia¹.

Ambas as condições têm tratamento que podem incluir cirurgias de reconstrução para a orelha afetada — que tende a ser com maior frequência a direita² — ou para reconstruir o canal auditivo externo, no caso da atresia. Ambos os tratamentos tendem a ser praticados quando as pessoas que apresentam essas malformações são ainda crianças.

O que acontece quando não se recebeu o tratamento de reconstrução na infância? O que acarreta a possibilidade de ouvir sem terem sido tratadas as consequências da atresia? 

A reconstrução não é o único tratamento conhecido, há outra opção: os implantes de condução óssea.

Implantes de condução óssea

Há que lembrar que a decisão sobre qual tipo de tratamento cada pessoa necessita, depende dos médicos especialistas que estão tratando o seu caso. No entanto, uma das considerações para os implantes de condução óssea são, precisamente, casos como a microtia e a atresia.

Utiliza-se, especialmente, nas pessoas em que a reconstrução do canal auditivo externo não é viável³ e que, além disso, não podem usar os aparelhos auditivos.

São vários os benefícios que um implante de condução óssea oferece, entre eles:

  • Uma melhor qualidade de som;
  • Uma recuperação da audição bilateral;
  • Maior capacidade para se comunicar.

Assim, embora os melhores resultados sejam obtidos em idades precoces, alguns adultos com atresia aural podem ser candidatos para um tratamento que lhes permita recuperar a audição ou ouvir melhor, mas é necessário que entrem em contato com especialistas em audição que serão os responsáveis por determinar a viabilidade ou não de realizar um implante.

Tenha em conta
A informação neste guia é somente para fins educativos e não tem a intenção de diagnosticar, prescrever tratamento ou substituir o conselho do médico. Consulte o seu médico ou profissional da saúde sobre os tratamentos para a perda da audição. Eles poderão assessorar sobre uma solução adequada para a sua condição de perda auditiva. Todos os produtos devem ser usados somente segundo as indicações do seu médico ou profissional da saúde. Nem todos os produtos estão disponíveis em todos os países. Por favor, entre em contato com seu representante local da Cochlear™.

Referencias
¹ http://www.scielo.org.co/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0120-41572010000100009
² https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S166511461500009X
³ https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0716864016301237

D1751244